Select Menu

Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Aniversariantes

Racing

© Wikimedia Commons InfoMoney
Uma aparente base sólida no Congresso Nacional contrasta com a baixa adesão popular. Por trás de mais uma possível contradição num país que definitivamente não é para amadores, existe a centelha para um novo processo de erosão no comando do Palácio do Planalto. Essa é a leitura que faz Ciro Gomes, um dos nomes cotados para lançar candidatura ao posto máximo dá República em 2018, sobre o cenário que se desenha para Michel Temer. Ele acredita que o atual presidente não terá condições de encerrar o mandato, e teme os efeitos da anarquia na política nacional podem trazer turbulências ainda maiores ao país.
Para o ex-ministro e ex-governador, o peemedebista é mero peão no xadrez dos bastidores do poder, que assumiu o comando do país encarregado de cumprir três principais missões em nome de uma elite que chama de "plutocracia": garantir a saúde dá relação dívida/PIB, remodelar a posição do Brasil no sistema político e econômico da multipolaridade internacional e adotar postura mais permissiva à participação estrangeira na exploração do petróleo nacional.
Em contraste com o que foi entendido por muitos como demonstração de força do governo na aprovação de medidas tidas como importantes para o ajuste fiscal proposto, Ciro Gomes enxerga vulnerabilidade. "Ele não tem forte apoio no Congresso. A elite brasileira, o baronato que manda no país é que baseou o impeachment é quem controla, de fora para dentro esses congressistas. Eles deram a Michel Temer tarefas para serem cumpridas. Para elas, há apoio no Congresso. Mas basta rivalizar com qualquer outro tipo de assunto [que se observar a fragilidade do governo]", argumenta.
Agora filiado ao PDT, após uma sucessão de trocas de partidos ao longo de sua trajetória política, Ciro Gomes acredita que o atual presidente não tem respondido da forma correta à primeira e principal missão que lhe teria sido conferida e isso deverá custar seu mandato. Tido como um dos poucos possíveis candidatos da esquerda no próximo pleito presidencial que se dedicam ao debate econômico, o ex-ministro defende a necessidade de se adotar medidas anticíclicas e uma política monetária frouxa para a recuperação da economia nacional e que somente a volta do crescimento provocará um alívio nas receitas e o reequilíbrio fiscal. Preocupado com o nível de endividamento das empresas e o estado de paralisia nacional, ele acusa o atual governo de contribuir para a manutenção do quadro depressivo. Fonte/MSN notícias 

-
© Fornecido por Estadão Atualmente, PCC se aliou à ADA e está em disputa com o CV
A Polícia Civil de São Paulo investiga se o Primeiro Comando da Capital (PCC) já teria repassado a “ordem” para que bandidos aliados se mobilizem para se vingar da facção criminosa Família do Norte (FDN), que matou 60 presos em penitenciárias do Amazonas. 
O ponto de partida para a investigação é uma carta supostamente assinada pelo Comando Regional Norte do PCC, que circula em grupos de WhatsApp. Em um dos trechos, diz-se que “essa dita facção FDN será dizimada da face da terra”. Para isso, afirmam que contam com o apoio de bandidos do exterior e até de facções rivais.
A união dos criminosos seria porque a FDN, ao promover o massacre em Manaus, quebrou o “código de ética” do crime, que impõe uma suposta convivência com grupos rivais, pois a “meta” sempre foi “lutar contra o Estado e não contra nossos irmãos mesmo que de outras organizações fossem”.
Diz o texto: “Saibam que vocês (FDN) declaram guerra não só ao PCC, mas a todos aqueles que lutam contra o Estado corrupto brasileiro... Essa chacina foi uma declaração de guerra contra o tráfico de drogas de todo o Brasil. Uma facção sozinha não será capaz de destruir anos de aliança dos irmãos”. Os bandidos afirmam ainda que a guerra de facções travada nos morros, nas periferias, nas favelas, vai ganhar as ruas.
Na carta, os criminosos se mostram solidários às famílias das vítimas e dizem que vão providenciar indenização. Pedem também ajuda financeira dos demais integrantes da facção criminosa para complementar os valores.
O texto acaba com a conhecida saudação do PCC “paz, justiça e liberdade”.
Força-tarefa
O Ministério Público Estadual do Amazonas formou uma força-tarefa com 12 promotores que vão acompanhar as investigações sobre o massacre de Manaus. As apurações vão desde descobrir quem são os responsáveis pela matança até as suspeitas de irregularidades e superfaturamento do sistema de terceirização da gestão prisional do Estado.
Segundo o presidente da Associação Amazonense do Ministério Público, promotor Reinaldo Alberto Nery de Lima, o grupo vai apurar pelo menos cinco frentes: a investigação do massacre, da conduta dos gestores, dos contratos das empresas prestadoras de serviços, situação dos presos provisórios e dos presídios do interior.
Ele disse que o Ministério Público, juntamente com as demais autoridades, está atento para eventuais desdobramentos no âmbito criminal por causa da chacina em Manaus. É investigada uma possível participação de integrantes do PCC em oito assassinatos registrados em dez horas na capital.
“A população fica assustada sem saber se é uma coincidência (as mortes) ou não. Mas o Ministério Público também vai acompanhar essa investigação”, afirmou.
Guerra
Para o promotor Lincoln Gakiya, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), as mortes em Manaus são uma consequência da guerra entre o PCC e o Comando Vermelho. Segundo as investigações, as facções eram “parceiras” no tráfico de drogas, mas ao longo do ano passado aconteceram vários desentendimentos. Depois da morte do narcotraficante Jorge Rafaat, em junho, na fronteira com o Paraguai, houve o rompimento definitivo. O motivo é que o PCC não aceitou dividir com o CV o lucro do tráfico de drogas na fronteira daquele país.
Em outubro, 18 presos ligados ao PCC morreram em rebeliões em presídios de Roraima e Rondônia, que são dominados pela FDN, aliada do CV no tráfico de drogas na fronteira com a Bolívia.
Ainda segundo Gakiya, as investigações apuraram que o PCC, após as mortes de outubro, fez um mapeamento de presos de outras facções, principalmente do CV, que estão detidos em presídios paulistas. A suspeita é de que se vai articular uma represália em algum momento. Nessa guerra do tráfico, as investigações descobriram também que o PCC se aliou à facção Amigos dos Amigos (ADA), que domina o tráfico na favela da Rocinha, no Rio. Fonte/MSN Notícias
-
Dos 1.887 presos do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Rio Preto, 1.496 foram contemplados com a saidinha temporária. Eles foram liberados na manhã desta quarta-feira, 21,  e devem retornar no dia 27, até as 16h.
Para quinta-feira, dia 21, está prevista a saída de 60 mulheres do CR Feminino. Para elas, o prazo de retorno é até o dia 28 de dezembro.
A saída temporária é concedida a presos considerados de bom comportamento que já cumpriram 1/6 da pena, nos casos de réus primários e, 1/4 nos casos de reincidentes. São cinco saídas temporárias ao longo do ano. Essa é a última de 2016.
Caso o preso não retorne ao presídio na data e horário previstos sem justificativa, ele perde o direito de cumprir o restante da pena em regime semiaberto. Para ter direito ao benefício, o  preso também não pode permanecer na rua após as 22h e nem frequentar casas noturnas.Fonte/DW - Foto/DW
- -
Bandidos assaltaram um carro-forte no interior do supermercado Wal Mart no início da tarde desta quinta-feira, 22. Neste momento há policiais militares e também da Polícia Rodoviária Estadual ao redor do local. Toda a frente do supermercado está cercada e acontece troca de tiros.
Há possibilidade de haver reféns dentro do hipermercado. Segundo a Polícia Militar, os bandidos estão fortemente armados, inclusive com fuzis.
Um policial foi ferido durante confronto, mas sem gravidade.
A avenida José Munia e partes da avenida Alberto Andaló e da rodovia Washington Luís estão interditadas.
Devido à ação policial, o Plaza Avenida Shopping e a Havan estão fechadas com os clientes dentro. Segundo a assessoria de imprensa do Plaza, não houve assalto dentro do shopping. As informações são do Diário da Região.
Mais informações em instantes. 
- -
Moradores da Avenida Guilherme Spezamiglio, reclamaram a nossa reportagem que ficaram sem energia desde as 9 da manha Do domingo (11/12). Disseram que tudo devido a um estouro na rede que a desarmou.

A companhia foi avisada por varias vezes através de telefone e nada fez para o restabelecimento da energia. Segundo os moradores suas geladeiras e freezers descongelaram e o que tinha dentro se estragou.

Nossa reportagem ligou para o 0800 0 101010 da CPFL, mas o numero encontrava-se indisponível. Foi acionado um funcionário da prefeitura de Guapiaçu para o caso, mas este disse que este tipo de serviço compete unicamente à companhia de energia (CPFL) e que nada ele poderia fazer.

Resumindo: os moradores pagam suas contas para terem um serviço de péssima qualidade e quando reclamam não são atendidos. A energia foi restabelecida somente na segunda-feira dia12/12.

Getulio santos MTB.35.564
-
© image/jpeg
Está confirmado: Dr. Rey volta à TV depois de quatro anos. O cirurgião brasileiro que mora e trabalha em Bervelly Hills, no Estado Unidos, reestreia na RedeTV! depois de sair do ar entre 2007 e 2012.
O médico divulgou seu retorno em vídeo publicado ao lado da primeira dama da emissora, Daniela Albuquerque. O vídeo era parte de sua entrevista para o "Sensacional" e deve ir ao ar no dia 11 de dezembro.
"Queridíssimos irmãos e irmãs brasileiros, olha quem veio me visitar hoje aqui em Beverly Hills. Sabe por quê? O 'Dr. Hollywood' está voltando! Vai ser muita alegria, muita valorização do Brasil, muita fofoca de Hollywood, muita cirurgia, muita alegria", comemorou.
"Dr. Hollywood" mostrava o dia a de dia de Robert Rey como cirurgião plástico, bem como sua vida pessoal. Exibida nos EUA em 2004, o programa foi comprado pela RedeTv! em 2007 e foi sucesso de audiência.
Fonte/;MSN
-

© image/jpeg
Um boato envolvendo dois cantores internacionais deixou os internautas enlouquecidos. Na imprensa norte-americana surgiram rumores de que Shawn Mendes e Nick Jonas seriam homossexuais e estariam namorando.
De acordo com essas informações que estão circulando, eles iniciaram o romance depois que começaram a se seguir no Instagram. Os dois passaram a trocar likes e depois, mensagens diretas. Os amigos mais próximos já sabiam.
Vazada a informação, os comentários nas redes sociais foram muitos, e alguns deles eram perguntando quem seria o ativo e o passivo da relação. Os dois apoiam a causa LGBT.
Fonte/MSN
- -