Select Menu

Slider

Travel

Performance

Cute

My Place

Aniversariantes

Racing

Estádio Maião será palco do jogo entre Mirassol e Corinthians, no dia 25 de fevereiro
O torcedor da região pode garantir ingresso para o duelo entre Mirassol e Corinthians no próximo dia 25, às 19h30, pela sexta rodada do Paulistão, no estádio José Maria de Campos Maia, o Maião. A princípio, as vendas são realizadas apenas pela internet. É preciso entrar no site do Leão, o www.mirassolfc.com.br, e clicar no canal “Ingressos”.
Os valores variam de R$ 60 a R$ 80 no setor de arquibancadas. Para atrair a torcida local, a diretoria mirassolense reservou a arquibancada descoberta verde, localizada na parte central, ao preço de R$ 60. Já os setores azul e amarelo, situados atrás dos gols e reservados para a torcida do Corinthians e visitantes, custam R$ 80. Para cada ingresso será cobrado 15% do valor, referentes a taxa de conveniência (cobrada pelo site).
O pagamento deve ser feito por cartão de débito ou de crédito, em única vez parcela. “Temos que lutar com todas as nossas armas, o torcedor é uma delas. O torcedor que veio domingo pela manhã recebeu o nosso melhor”, disse o técnico do Leão, Moisés Egert, em alusão ao bom desempenho do time na estreia, com vitória por 2 a 0 sobre o Red Bull, de Campinas. “É importante que o torcedor viva os bons momentos e nos apoie e nos ajude nos momentos difíceis”, acrescentou.
A diretoria solicitou uma carga de 12 mil ingressos para o duelo diante do Corinthians. Há meia-entrada para crianças de dois a 12 anos de idade, maiores de 60 anos, estudantes com carteirinha e mulheres. Já a venda de cadeiras cativas deverá começar a partir de sexta-feira. O preços será R$ 120.
Carnês
Hoje, será o último dia que a diretoria do Mirassol comercializa o Passaporte do Leão, carnês para os cincos jogos restantes no Maião, pelo Paulistão, incluindo o confronto com o Corinthians. Para o setor de arquibancada descoberta, o valor é de R$ 100. E R$ 200 para as cadeiras.
Segundo a assessoria de imprensa do clube, 800 carnês foram negociados até esta quarta-feira. “Esse carnê ajuda a diretoria na parte financeira. É uma primeira divisão onde os custos são altos”, disse Moisés Egert. Os carnês são comercializados das 9 às 18 horas, na loja do Leão, localizada na entrada do estádio Maião.
O atacante Zé Roberto convocou a torcida para prestigiar o time nos próximos jogos em casa. “Dentro de casa, temos que ser fortes independentemente do adversário. O ânimo do jogador aumenta muito, a vontade de fazer um gol e comemorar é até maior. Então, o torcedor pode vir que irá nos ajudar muito”, destacou o autor do primeiro gol na vitória de domingo sobre o Red Bull.
 Fonte/D.R,
- -
Dyomin Damir Zakharovich, da Nasa, garante que cálculos dele estão certos
O cientista russo Dyomin Damir Zakharovich garante que a vida na Terra será acaba no próximo dia 16 de fevereiro. E a culpa é do ‘2016 WF9’, corpo celeste (monitorado pela Nasa) de um quilômetro de diâmetro em rota de colisão com o planeta.
A agência espacial americana confirma que o monstrengo, um bólido errante e escuro que pode ser um cometa ou um asteroide, está se aproximando da Terra e passará perto da órbita no dia 25. Zakharovich, porém, afirma que os cálculos da Nasa estão errados. “A Nasa sabe e não fala”, dispara. “Só agora estão começando a avisar, mas aos poucos”, acusa.
Segundo o russo, o WF9 tem viajado em direção à Terra há cinco anos. Passou por baixo do Cinturão de Asteroides e pela órbita de Marte. E vai bater no planeta dia 16 — só não tem como precisar onde. Caso atinja um continente, o choque, o deslocamento de ar e as explosões acabarão com tudo em volta. Se bater no mar, surgirá um tsunami devastador.
A Nasa garante que não há motivos para pânico. “Estudamos a fundo a trajetória do WF9. O corpo celeste não representa ameaça no futuro próximo”, afirma a agência, em nota. “Vai passar a 51 milhões de quilômetros da Terra”, detalha.
Não faria nem cócegas, segundo a Nasa. Para efeito de comparação, o 2016 RB1, asteroide do tamanho de um ônibus descoberto por acaso, ‘tirou um fino’ da Terra em setembro, passando a 40 mil quilômetros — ou um décimo da distância até a Lua.
Como se o asteroide não fosse suficiente, teóricos da conspiração ainda acreditam que o planeta imaginário Nibiru também está em rota de colisão.
O suposto astro (que também é chamado de Planeta X) teria sido direcionado para a órbita terrestre por uma força gravitacional e deverá nos acertar em outubro deste ano. Não existe qualquer comprovação científica da existência de Nibiru.

Fonte/Gazeta On Line
- -
O prefeito de Onda Verde, Dr. Fabrício, realizou na última terça-feira, 25, um café da manha completo para os integrantes do Grupo da Terceira Idade “Vivendo Melhor”, na praça da Matriz. Além do café, foram servidos também leite com chocolate e suco, bolos pães com manteiga e presunto, bolachas, frutas e muitas outras delicias.

O prefeito Dr. Fabrício disse que o projeto vai continuar toda semana e que os integrantes da 3ª idade podem ter certeza que tudo será melhorado, pois ele tem um projeto diferenciado para os da 3ª idade. Esteve presente também o vice-prefeito Nilsinho, o presidente da Câmara, Marquinhos, os vereadores Agenor, Shayane, José Roberto.

O vice-prefeito Nilsinho convidou o pessoal da 3ª idade e a população em geral para que participe da administração, pois vão trabalhar com vontade para o desenvolvimento de Onda Verde, para que a cidadã volte a brilhar novamente, pois hoje onda verde deve para muitos fornecedores e isso vai terminar.

O presidente da Câmara Marquinhos disse que a disputa politica acabou e que agora vamos trabalhar juntos para melhorar sempre mais a nossa cidade e que o prefeito pode contar com a Câmara sempre que precisar.

O vereador Agenor disse que agora é hora de arregaçar as mangas e trabalhar para melhorar a cidade. O vereador José Roberto Martinelli pediu desculpas por estar em traje de trabalho, pois no momento estava trabalhando, mas que na qualidade de vereador não poderia deixar de vim prestigiar esta festa.

A Coordenadora da Cultura Andressa Ferreira, informou que vários funcionários ligados ao Grupo da 3ª idade “Vivendo Melhor”, também estavam ali e que vão trabalhar muito para que tudo de bom seja realizado. Ao final todos se serviram e elogiaram a atitude do prefeito Dr. Fabricio, que foi muito aplaudido pelos presentes.

Reportagem Getulio Santos / Fotos Matheus Silva
-
© Wikimedia Commons InfoMoney
Uma aparente base sólida no Congresso Nacional contrasta com a baixa adesão popular. Por trás de mais uma possível contradição num país que definitivamente não é para amadores, existe a centelha para um novo processo de erosão no comando do Palácio do Planalto. Essa é a leitura que faz Ciro Gomes, um dos nomes cotados para lançar candidatura ao posto máximo dá República em 2018, sobre o cenário que se desenha para Michel Temer. Ele acredita que o atual presidente não terá condições de encerrar o mandato, e teme os efeitos da anarquia na política nacional podem trazer turbulências ainda maiores ao país.
Para o ex-ministro e ex-governador, o peemedebista é mero peão no xadrez dos bastidores do poder, que assumiu o comando do país encarregado de cumprir três principais missões em nome de uma elite que chama de "plutocracia": garantir a saúde dá relação dívida/PIB, remodelar a posição do Brasil no sistema político e econômico da multipolaridade internacional e adotar postura mais permissiva à participação estrangeira na exploração do petróleo nacional.
Em contraste com o que foi entendido por muitos como demonstração de força do governo na aprovação de medidas tidas como importantes para o ajuste fiscal proposto, Ciro Gomes enxerga vulnerabilidade. "Ele não tem forte apoio no Congresso. A elite brasileira, o baronato que manda no país é que baseou o impeachment é quem controla, de fora para dentro esses congressistas. Eles deram a Michel Temer tarefas para serem cumpridas. Para elas, há apoio no Congresso. Mas basta rivalizar com qualquer outro tipo de assunto [que se observar a fragilidade do governo]", argumenta.
Agora filiado ao PDT, após uma sucessão de trocas de partidos ao longo de sua trajetória política, Ciro Gomes acredita que o atual presidente não tem respondido da forma correta à primeira e principal missão que lhe teria sido conferida e isso deverá custar seu mandato. Tido como um dos poucos possíveis candidatos da esquerda no próximo pleito presidencial que se dedicam ao debate econômico, o ex-ministro defende a necessidade de se adotar medidas anticíclicas e uma política monetária frouxa para a recuperação da economia nacional e que somente a volta do crescimento provocará um alívio nas receitas e o reequilíbrio fiscal. Preocupado com o nível de endividamento das empresas e o estado de paralisia nacional, ele acusa o atual governo de contribuir para a manutenção do quadro depressivo. Fonte/MSN notícias 

-
© Fornecido por Estadão Atualmente, PCC se aliou à ADA e está em disputa com o CV
A Polícia Civil de São Paulo investiga se o Primeiro Comando da Capital (PCC) já teria repassado a “ordem” para que bandidos aliados se mobilizem para se vingar da facção criminosa Família do Norte (FDN), que matou 60 presos em penitenciárias do Amazonas. 
O ponto de partida para a investigação é uma carta supostamente assinada pelo Comando Regional Norte do PCC, que circula em grupos de WhatsApp. Em um dos trechos, diz-se que “essa dita facção FDN será dizimada da face da terra”. Para isso, afirmam que contam com o apoio de bandidos do exterior e até de facções rivais.
A união dos criminosos seria porque a FDN, ao promover o massacre em Manaus, quebrou o “código de ética” do crime, que impõe uma suposta convivência com grupos rivais, pois a “meta” sempre foi “lutar contra o Estado e não contra nossos irmãos mesmo que de outras organizações fossem”.
Diz o texto: “Saibam que vocês (FDN) declaram guerra não só ao PCC, mas a todos aqueles que lutam contra o Estado corrupto brasileiro... Essa chacina foi uma declaração de guerra contra o tráfico de drogas de todo o Brasil. Uma facção sozinha não será capaz de destruir anos de aliança dos irmãos”. Os bandidos afirmam ainda que a guerra de facções travada nos morros, nas periferias, nas favelas, vai ganhar as ruas.
Na carta, os criminosos se mostram solidários às famílias das vítimas e dizem que vão providenciar indenização. Pedem também ajuda financeira dos demais integrantes da facção criminosa para complementar os valores.
O texto acaba com a conhecida saudação do PCC “paz, justiça e liberdade”.
Força-tarefa
O Ministério Público Estadual do Amazonas formou uma força-tarefa com 12 promotores que vão acompanhar as investigações sobre o massacre de Manaus. As apurações vão desde descobrir quem são os responsáveis pela matança até as suspeitas de irregularidades e superfaturamento do sistema de terceirização da gestão prisional do Estado.
Segundo o presidente da Associação Amazonense do Ministério Público, promotor Reinaldo Alberto Nery de Lima, o grupo vai apurar pelo menos cinco frentes: a investigação do massacre, da conduta dos gestores, dos contratos das empresas prestadoras de serviços, situação dos presos provisórios e dos presídios do interior.
Ele disse que o Ministério Público, juntamente com as demais autoridades, está atento para eventuais desdobramentos no âmbito criminal por causa da chacina em Manaus. É investigada uma possível participação de integrantes do PCC em oito assassinatos registrados em dez horas na capital.
“A população fica assustada sem saber se é uma coincidência (as mortes) ou não. Mas o Ministério Público também vai acompanhar essa investigação”, afirmou.
Guerra
Para o promotor Lincoln Gakiya, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), as mortes em Manaus são uma consequência da guerra entre o PCC e o Comando Vermelho. Segundo as investigações, as facções eram “parceiras” no tráfico de drogas, mas ao longo do ano passado aconteceram vários desentendimentos. Depois da morte do narcotraficante Jorge Rafaat, em junho, na fronteira com o Paraguai, houve o rompimento definitivo. O motivo é que o PCC não aceitou dividir com o CV o lucro do tráfico de drogas na fronteira daquele país.
Em outubro, 18 presos ligados ao PCC morreram em rebeliões em presídios de Roraima e Rondônia, que são dominados pela FDN, aliada do CV no tráfico de drogas na fronteira com a Bolívia.
Ainda segundo Gakiya, as investigações apuraram que o PCC, após as mortes de outubro, fez um mapeamento de presos de outras facções, principalmente do CV, que estão detidos em presídios paulistas. A suspeita é de que se vai articular uma represália em algum momento. Nessa guerra do tráfico, as investigações descobriram também que o PCC se aliou à facção Amigos dos Amigos (ADA), que domina o tráfico na favela da Rocinha, no Rio. Fonte/MSN Notícias
-
Dos 1.887 presos do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Rio Preto, 1.496 foram contemplados com a saidinha temporária. Eles foram liberados na manhã desta quarta-feira, 21,  e devem retornar no dia 27, até as 16h.
Para quinta-feira, dia 21, está prevista a saída de 60 mulheres do CR Feminino. Para elas, o prazo de retorno é até o dia 28 de dezembro.
A saída temporária é concedida a presos considerados de bom comportamento que já cumpriram 1/6 da pena, nos casos de réus primários e, 1/4 nos casos de reincidentes. São cinco saídas temporárias ao longo do ano. Essa é a última de 2016.
Caso o preso não retorne ao presídio na data e horário previstos sem justificativa, ele perde o direito de cumprir o restante da pena em regime semiaberto. Para ter direito ao benefício, o  preso também não pode permanecer na rua após as 22h e nem frequentar casas noturnas.Fonte/DW - Foto/DW
- -
Bandidos assaltaram um carro-forte no interior do supermercado Wal Mart no início da tarde desta quinta-feira, 22. Neste momento há policiais militares e também da Polícia Rodoviária Estadual ao redor do local. Toda a frente do supermercado está cercada e acontece troca de tiros.
Há possibilidade de haver reféns dentro do hipermercado. Segundo a Polícia Militar, os bandidos estão fortemente armados, inclusive com fuzis.
Um policial foi ferido durante confronto, mas sem gravidade.
A avenida José Munia e partes da avenida Alberto Andaló e da rodovia Washington Luís estão interditadas.
Devido à ação policial, o Plaza Avenida Shopping e a Havan estão fechadas com os clientes dentro. Segundo a assessoria de imprensa do Plaza, não houve assalto dentro do shopping. As informações são do Diário da Região.
Mais informações em instantes. 
- -