Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

                                © EFE Sede da superintendência da PF em Curitiba, onde Lula está preso.

Um carro com roupas e documentos pessoais como RG, passaporte e talão de cheque do ex-presidente Lula foram furtados em Curitiba. O automóvel pertence a um assessor do petista e estava estacionado no bairro São Francisco, região central da cidade, no momento do crime. O Departamento da Polícia Civil do Paraná confirmou que um Boletim de Ocorrência foi registrado e que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Mas não disse se o crime ocorreu nesta segunda ou terça-feira.
O bairro São Francisco fica a cerca de nove quilômetros da sede da superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde Lula cumpre pena desde o dia 7, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção no caso do tríplex do Guarujá.
Na tarde desta terça-feira, 11 senadores, membros da Comissão de Direitos Humanos do Senado, fizeram uma visita para inspecionar as condições em que o petista está detido. Dentre eles, a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que, na saída, confirmou à imprensa a notícia do furto. "Estamos muito preocupados com isso", afirmou.
A senadora afirmou que além dos documentos, roupas de cama e cartas que os apoiadores de Lula escreveram para ele também foram levados com o automóvel. "Pode ter sido um furto casual, um arrombamento, mas estamos preocupados, porque pode ter sido outra coisa inclusive", disse. "Pessoas que sabem onde a assessoria do presidente anda.... estamos falando da segurança do ex-presidente e dos seus familiares". A senadora também cobrou "responsabilidade na apuração dos fatos" da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.
Fonte/MSN Notícias
- -
© Reprodução Jovens vestidos como ladrões de 'La Casa de Papel' detidos ao fazer pegadinha em presídio

       O youtuber Gerson Albuquerque, de 22 anos, e três amigos que o acompanhavam foram detidos nesta terça-feira, 17, ao tentarem invadir o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), estabelecimento prisional de Abreu e Lima, em Pernambuco. Os jovens, vestidos com macacões vermelhos e máscaras do pintor Salvador Dalí, como os personagens da série espanhola La Casa de Papelsucesso da Netflix,estavam gravando uma pegadinha para o canal do pernambucano no Youtube
Na segunda-feira, o jovem utilizou sua conta no Instagram para mostrar os bastidores da gravação, realizada no estacionamento da unidade prisional e anunciar o vídeo desta terça-feira. ”Amanhã vai sair um vídeo que eu vou sair pra gravar agora. Vem coisa pesada por aí”, disse em um stories. ”Tô aqui com o Belém. Chega aí, Belém. Tamo junto, Belém. Chega aí Paraíba, Minas Gerais. Vamos meter o terror, viu?”, prossegue, em outra postagem. O uso de apelidos referentes a cidades ou estados também ecoa os personagens de La Casa de Papel, que se identificam como Tóquio, Berlim, Rio e outros locais pelo planeta. Além do macacão e das máscaras, o grupo usava armas de brinquedo na pegadinha.
Em nota, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco lamentou o ocorrido. “É de uma irresponsabilidade inimaginável. Foi uma ação arriscada e que só não teve um final trágico graças à experiência dos nossos agentes penitenciários. Recentemente, 21 pessoas morreram numa tentativa de resgate em um presídio do Pará. Na ação de hoje, o grupo poderia facilmente ser confundido com estes mesmos criminosos” relatou o secretário da pasta, Pedro Eurico. 

Virando moda

Esta não é a primeira vez que pessoas utilizaram a caracterização dos personagens de La Casa de Papel para ações em público. No Chileum grupo de dez assaltantes foi interceptado pela polícia tentando roubar um caixa eletrônico no bairro de Maipú, na capital Santiago, usando macacões vermelhos, assim como na trama.
Segundo a polícia chilena, os ladrões utilizaram um gás para explodir o caixa eletrônico. Porém, conseguiram pegar pouco dinheiro, pois logo o sistema de segurança foi ativado e os policiais chegaram.
Fonte/MSN Notícias
- -
                                   Imagem/MSN Notícias

    O teto da Escola Municipal infantil Diomira Napoleone Paschoal, em Agudos, no centro-oeste do Estado de São Paulo, desabou na manhã desta quarta-feira, 18, e deixou 11 feridos. O 12º Grupamento de Bombeiros de Bauru, que atende a região, foi acionado por volta das 8h.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, parte do teto do refeitório da escola desabou. Segundo informações preliminares, os alunos, de 6 meses a 3 anos, conseguiram sair do local e não há vítimas fatais.
A Prefeitura de Agudos informou que 11 pessoas, entre crianças e adultos, com ferimentos leves foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.
Três equipes foram enviadas para a escola e fazem a varredura para se certificar de que não há nenhuma criança sob os escombros.
Fonte/MSN Notícias
-
                           © REUTERS/Rodolfo Buhrer Senadores deixam PF em Curitiba após visita a Lula

Parlamentares da Comissão de Direitos Humanos do Senado que visitaram nesta terça-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista está preso, manifestaram preocupação com o grau de isolamento de Lula, informou o PT.
Os 11 senadores da comissão, que foram à capital paranaense vistoriar as condições em que Lula está preso, assim como as condições de detenção dos demais presos no local, disseram que a sala em que o ex-presidente está detido é digna e que Lula está animado e pediu que seja enviada ao povo a mensagem de que a luta pela democracia não pode parar.
“Temos muitos pedidos de visita, Lula tem muitos amigos. É uma barbaridade esse isolamento. Lula não é um criminoso, um ladrão. Ele nem tem o processo julgado em terceira instância. Tem a minha petição que o Ministério Público não olhou. Estamos frente a um flagrante desrespeito aos Direitos Humanos", disse a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), que fez parte do grupo que visitou Lula.
"O ex-presidente Lula está preocupado com o país, está lendo livros sobre a história da humanidade, do futuro da humanidade. Disse que tem noção dos problemas que o país passa, disse que nós senadores temos que lutar pelo Brasil", acrescentou.
A visita da comissão aconteceu após autorização da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, responsável pela execução da pena de 12 anos e 1 mês de prisão imposta a Lula por corrupção e lavagem de dinheiro no processo sobre o tríplex do Guarujá (SP).
A magistrada determinou que o Ministério Público se manifeste sobre uma série de pedidos de visita a Lula, entre eles o do pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, antes de decidir se as autoriza.
PASSAPORTE FURTADO
Na madrugada desta terça, o passaporte de Lula, que estava no carro de um assessor estacionado no centro de Curitiba, foi furtado junto com outros bens do presidente, disse Gleisi.
“Furtaram o carro com objetos pessoais de Lula. Documentos, cartas, roupas limpas, passaporte. Uma investigação acontece, mas estamos muito preocupados. Objetos pessoais de Lula roubados causam muita preocupação. A Secretaria de Segurança Pública tem de esclarecer o mais rápido possível”, afirmou Gleisi, de acordo com o site do PT.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná informou que "todos as medidas de investigação estão sendo tomadas e os trabalhos para a identificação dos suspeitos e para a localização dos bens subtraídos estão em andamento".
De acordo com boletim de ocorrência feito pelo assessor de Lula, ele notou que o carro havia sido arrombado e, além do passaporte, foram levados um frigobar, um telefone celular, peças de roupas e outros documentos do ex-presidente.
A secretaria disse ainda que o assessor prestou depoimento e que investigadores foram ao local do furto, mas não havia câmeras de monitoramento. O veículo do assessor passou por perícia.
Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto para Presidência da República, está preso desde o dia 7 de abril na PF em Curitiba.
Ele foi condenado por, no entendimento do juiz Sérgio Moro e dos três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), ter recebido o tríplex como propina paga pela empreiteira OAS em troca de contratos na Petrobras.
O petista deve ficar impedido de disputar as eleições por causa da Lei da Ficha Limpa, que determina a inelegibilidade de condenados por órgãos colegiados da Justiça, caso da 8ª Turma do TRF-4.
Lula nega ser dono do imóvel e afirma ser alvo de uma perseguição política promovida por setores da Polícia Federal, do Ministério Público, do Judiciário e da imprensa para impedi-lo de ser candidato.
Fonte/MSN Notícias
- -
© Divulgação / Santos FC "Lica passou a aliciar a vítima e passar a mão em seu corpo, pegando em seu órgão genital e iniciou sexo oral", diz o boletim de ocorrência


   A Delegacia de Repressão e Combate à Pedofilia em São Paulo abriu inquérito na última segunda-feira (16) para investigar caso de abuso sexual de menores no Santos.
Ruan Petrick Aguiar de Carvalho, 19, registrou um boletim de ocorrência na última sexta-feira (13) em que acusa o coordenador das categorias de base da agremiação, Ricardo Marco Crivelli, conhecido como Lica, de abusar sexualmente dele quando era garoto e desejava vaga no departamento amador do clube. O crime teria acontecido em 2010. Na época, Ruan, que atuava como meia-atacante, tinha 11 anos.
Crivelli é sócio do presidente José Carlos Peres na Saga Talent Sports & Marketing, empresa que tem, entre outras finalidades, gerenciamento da carreira de atletas profissionais.
A reportagem tentou por dois dias entrevistar Ricardo Crivelli. Em troca de mensagens, ele disse que apenas se pronunciaria por meio de seu advogado, Adriano Vanni. Na segunda (16), Vanni pediu 24 horas de prazo para responder. Disse que teria que ler o Boletim de Ocorrência. Nesta terça (17), afirmou que só irá se pronunciar quando tiver acesso a novos documentos sobre o caso.
O Santos promete abrir investigação para apurar o caso, mas afirma que o acusado sempre teve uma conduta irrepreensível no clube.
No boletim, ao qual a reportagem teve acesso, Ruan afirma ter sido abusado sexualmente por Crivelli em março de 2010, em uma noite que dormia na casa de seu empresário, antes de ser levado para o Santos, onde o acusado trabalhava como observador de novos jogadores.
"Lica passou a aliciar a vítima e passar a mão em seu corpo, pegando em seu órgão genital e iniciou sexo oral", diz o boletim, reproduzindo as palavras de Ruan.
Aprovado em teste no Santos, ele ficou no clube por cerca de 18 meses e quando passou para o sub-13, alega que começou a rejeitar as propostas do hoje coordenador. Pouco depois, foi dispensado.
"Foi muito difícil para mim revelar isso tudo. Fiquei revoltado por muito tempo, usei maconha e cocaína, não parava em clube nenhum. Não é nada agradável contar essa história para os outros", disse Ruan à reportagem.
Para deixar registrada publicamente a denúncia, ele já havia gravado vídeo, também enviado para a reportagem, acusando o hoje dirigente. "Em uma noite em que nos conhecemos, dormimos juntos e foi quando ele abusou de mim sexualmente. Ele mexeu nas minhas partes íntimas, fez sexo oral em mim e prometeu me trazer para o Santos. Poucos dias depois eu estava no Santos", diz Ruan na gravação.
"Não comentei com ninguém porque se eu falasse para o meu pai ele iria mandar eu voltar, e eu não queria. Estou falando hoje porque não quero que isso aconteça com outras pessoas porque isso é muito comum no futebol.
"Ruan afirma que recebia salário do Santos e um valor extra pago por Crivelli. Mas houve um mês em que o dinheiro foi pago por José Carlos Peres, hoje presidente do clube alvinegro."Recebia por fora do Lica [olheiro na época e atual coordenador da base do Santos] e cheguei a receber uma vez do atual presidente", completa, citando que atuava na equipe em que estava Arthur Gomes, hoje jogador do elenco profissional.
Ruan rodou por clubes do interior de São Paulo e do Paraná, sem conseguir se firmar e com problemas disciplinares. Neste ano, apareceu para fazer outro teste para tentar voltar ao Santos. Ao ouvir que Crivelli ainda estava no clube, rejeitou e foi para a Portuguesa Santista, que está no Campeonato Paulista da Série A-3. Ao ouvir que não havia mais vagas no clube, começou a chorar e foi convencido a denunciar.
"Eu pensei que meu filho estava sendo bem cuidado no Santos. O Lica dizia que meu filho tinha muito talento e que iria longe. Eu nunca entendi porque o Ruan não conseguia se firmar em time nenhum. Agora entendo", disse à reportagem o pai de Ruan, Redvaldo Santana de Carvalho.
O Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo foi informado do caso e afirma estar acompanhando.
Em reunião do comitê de gestão do Santos realizada na segunda, Crivelli foi afastado do cargo. O presidente do conselho deliberativo, Marcelo Teixeira, afirma ter sido informado verbalmente do caso e pediu que fosse apresentada uma versão por escrito para investigação.
OUTRO LADO
O coordenador da base do Santos, Ricardo Crivelli, informou que não se pronunciará sobre as acusações. Seu advogado, Adriano Vanni, afirmou nesta terça (17) que só falará quando tiver acesso a documentos do inquérito.
Em nota enviada à reportagem, o presidente do Santos, José Carlos Peres, nega ter pago qualquer salário a Ruan. O jogador diz que o atual presidente fez pagamentos para ele em 2010. Na época, o dirigente era conselheiro do clube.
O Santos diz ter recebido a denúncia com surpresa e afirma que abriu uma investigação para apurar o caso.
"O clube vai investigar criteriosamente a situação, considerando que o profissional em questão jamais teve qualquer mácula em sua extensa carreira no futebol, e que acusações como essa envolvem reputações, tanto dos acusadores quanto do próprio acusado, que devem ser preservadas sem qualquer juízo prévio de culpa. Reiteramos, contudo, que a apuração será conduzida pelas autoridades competentes, se efetivamente consistentes", afirma o clube em nota à reportagem.
A acusação motivou uma reunião entre assessores de Peres na última segunda-feira (16) pela manhã, após a reportagem entrar em contato para pedir uma posição do clube.
A reportagem apurou que Peres resiste em demitir Crivelli e acredita em sua inocência.
O caso também alimentou uma guerra política nos bastidores do Santos pela ligação de Crivelli com Peres. A oposição ao atual presidente já se movimentava para pedir o impeachment do dirigente que assumiu o cargo em dezembro do ano passado. O pleito foi protocolado nesta terça-feira (17) no clube e encaminhado ao Conselho Deliberativo. Aliados do atual presidente acusam empresários ligados à administração anterior, de Modesto Roma Júnior, de fomentar a denúncia. Eles apontam contradições no depoimento dado por Ruan à polícia. Como, por exemplo, a data em que o crime teria ocorrido e a entrada do garoto nas categorias de base do Santos.
Antigos dirigentes confirmaram a atuação de Crivelli como olheiro do clube. "Eu não o conheço pessoalmente, mas sei quem é. Quando fui presidente, ele não era funcionário registrado, mas indicava jogadores", afirma Marcelo Teixeira, que foi presidente do Santos entre 2000 e 2009.
"Tratar a apuração de um crime desses como ação política não é apenas imoral, é ser mais criminoso de quem o está investigando", afirma Marcelo Monteiro, advogado de Ruan. Com informações da Folhapress.
Fonte/MSN Notícias 
- - -
                                   © rodrigobark/Shutterstock tempero verde coentro 0117 400x800

O coentro é um tempero bastante conhecido na culinária brasileira. Há quem ame e quem odeie o verdinho, mas duas coisas são certas, ele tem o poder de realçar o paladar dos pratos e faz muito bem à saúde.

Benefícios do coentro

O coentro é um alimento rico em propriedades benéficas ao organismo e, por isso, é amigo de dietas e hábitos alimentares saudáveis.
Por conter antioxidantes, um dos principais benefícios do coentro é combater os radicais livres e impedir a degeneração precoce de células sadias, ou seja, a erva pode auxiliar na prevenção do envelhecimento precoce e também diminuir o risco de algumas doenças degenerativas.
Boa fonte de vitamina C e minerais como magnésio, cálcio e fósforo, o vegetal é considerado por muitos um protetor natural das células.
Rico em fibras, o coentro atua de forma direta nos processos digestivos e, junto ao seu poder desintoxicante, ajuda a regularizar a pressão arterial, combate o colesterol ruim e ajuda a eliminar metais pesados no organismo, como mercúrio, chumbo e alumínio.
Além disso, o alimento possui ação antibacteriana e anti-inflamatória e auxilia no controle da ansiedade por ter propriedades calmantes.
O alimento é bastante versátil como tempero e ainda possui o benefício de não perder suas propriedades mesmo quando cozido.
Fonte/MSN Notícias
- -
                                   © Victor Pollak/TvGlobo simaria simone 0418 400x800


A cantora Simaria ficou internada por quase uma semana vítima de uma doença chamada tuberculose ganglionar, conforme informou o Hospital Sírio Libanês de São Paulo, onde ela foi atendida, através de um comunicado à imprensa no dia 17 de abril de 2018.
A doença que acometeu a cantora é de difícil diagnóstico e está bastante relacionada à baixa imunidade, sendo comum em pacientes imunodeprimidos e podendo ser fatal, se não tratada.

Simaria internada

A cantora sertaneja foi internada na quinta-feira, dia 12 de abril, em São Paulo, se queixando de emagrecimento súbito e alterações gastrointestinais.
Fonte/MSN Notícias
-