Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » Perícia analisa assinatura de pai de Bernardo em receita usada em crime
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

A perícia está analisando a assinatura de Leandro Boldrini em uma receita do remédio que, segundo a polícia, foi usado para matar o menino Bernardo. O médico é acusado de participação no assassinato do filho, ocorrido em abril em Frederico Westphalen, na Região Norte do Rio Grande do Sul.
O Conselho de Medicina do RS (Cremers) solicitou ao Ministério Público cópia do processo e todas as provas que envolvem o pai da vítima. Caso a letra seja dele, o órgão deve cassar o seu registro profissional.
Na semana passada, a Justiça aceitou a denúncia contra Leandro Boldrini e os outros três acusados de envolvimento na morte do menino Bernardo. O pai do garoto vai responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsidade ideológica, já que ele registrou o desaparecimento do filho na delegacia mesmo sabendo que o menino estava morto. A mulher de Leandro e madrasta de Bernardo, Graciele Ugulini, e a amiga dela Edelvania Wirganovicz responderão por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O irmão de Edelvania, Evandro Wirganovicz, será julgado por ocultar o corpo da criança. Os quatro estão presos.
A receita apreendida pela polícia foi usada por Edelvania para comprar o medicamento Midazolam, encontrado no corpo da vítima Bernardo.

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply