Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » Árbitro vai usar 'caso Neymar' para arrancar indenização de Ganso por ofensas
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

O advogado Giuliano Bozzano, que é diretor jurídico da Associação de Árbitros, confirmou que vai ingressar com uma ação em nome do árbitro Ricardo Marques contra o meia Paulo Henrique Ganso pelas ofensas após o jogo Corinthians x São Paulo, que terminou com vitória alvinegra por 2 a 0 na última quarta-feira. E o 'caso Neymar x Sandro Ricci' será usado como exemplo.
O árbitro Ricardo Marques se sentiu ofendido e quer uma indenização por meio de ação judiciária, a exemplo do que ocorreu com o árbitro Sandro Ricci, que ofendido por Neymar há alguns anos acabou vendo a Justiça lhe conceder uma indenização de R$ 15 mil, conforme exemplo dado pelo próprio Bozzano.
"São coisas da Justiça Comum. Na esfera cível não abrange punição na esfera esportiva. A punição no código civil é monetariamente, de acordo com o juiz que julgará esse caso, se o Paulo Henrique for condenado, os magistrados determinam um valor que o jogador terá que pagar em virtude das ofensas e acusações", disse Bozzano à ESPN. "Temos o Sandro Ricci contra o Neymar, que foi condenado a pagar R$ 15 mil por ofensas ao Sandro", acrescentou.
Na ocasião, Neymar postou em seu Twitter que "juiz ladrão tem que sair de camburão", depois da derrota do Santos contra o Vitória, em 2010. Curiosamente, o atacante sequer participou do duelo, mas se revoltou com a marcação de um pênalti cometido por Edu Dracena. Minutos depois, o jogador apagou a postagem, mas mesmo assim foi punido pela Justiça.
"Conversei com o Ricardo, ele sentiu bastante ofendido com as declarações do Paulo Henrique, e analisando juridicamente a posição do Ricardo será uma ação de reparação de danos contra o jogador por conta das ofensas", continuou o advogado.
Após o duelo de quarta, Ganso ficou revoltado com o segundo gol corintiano, por uma suposta falta não marcada de Emerson em Bruno, e disparou: "Aquilo não foi erro, foi roubo. Se fosse o Serginho Chulapa, ia no vestiário bater nele. Mas como isso não pode mais no futebol, o que o juiz fez foi palhaçada mesmo".
No fim das contas do duelo da última quarta-feira, o Corinthians derrotou o São Paulo por 2 a 0 e largou na frente no Grupo 2 da Copa Libertadores. font6e/MSN notícias 

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply