Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » Ativistas destroem 5 hectares de floresta na França
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Um grupo anônimo derrubou propositalmente 5 hectares de uma floresta na França que, segundo os militantes, é prejudicial à biodiversidade da região de Morvan, na Borgonha. A ação foi criticada pelo governo municipal e pela Agência Nacional de Florestas, que registraram ocorrência policial contra os autores do ato.
Os ativistas acabaram com plantações de douglas, um tipo de pinheiro da América do Norte que é comum em algumas regiões da França, onde é muito usado para fins comerciais. O grupo anônimo Léchi-Dryades reivindicou a destruição e denunciou “as monoculturas de jovens plantas douglas, que prejudicam outras plantas e tornam os solos ácidos”.Durante o feriadão de Páscoa, com a ajuda de serras-elétricas, os militantes derrubaram centenas de árvores das florestas de Avallon e Au Duc, na cidade de Avallon. “É um ato de vandalismo a um bem público inadmissível. As árvores tinham sete anos. Os motivos alegados são irrisórios”, protestou o presidente da agência e prefeito de Avallon, Jean-Yves Caullet, do Partido Socialista. Segundo ele, as árvores tinham cerca de 45 centímetros de diâmetro.
Função econômica da plantação
O Parque Natural Regional de Morvan também condenou o ato, chamado de uma “ação de destruição voluntária”. Caullet explicou que a plantação dos pinheiros foi debatida pelo conselho municipal, que também decidiu privilegiar outras espécies, como o carvalho-alvo, e limitar o espaço de douglas a 13% da superfície. “Ou seja, de forma alguma foi feita uma monocultura”, destacou, lembrando que outras espécies causam bem mais impacto no solo.
O prefeito e representante da entidade florestal ressaltou que, além da função ecológica e social, as florestas têm um objetivo econômico. A douglas é uma espécie de conífera que cresce rapidamente e pode chegar a 100 metros de altura. Essa árvore é muito usada para a produção de madeira e para o aquecimento das casas. fonte/MSN notícias 

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply