Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » Corda é usada para derrubar radar em Rio Preto
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Quando amanheceu, moradores do bairro notaram que o radar estava tombado e comunicaram a polícia. (Foto: Colaboração Gabriel Vital/Diário da Região)
Mais um radar foi danificado em Rio Preto. Este já é o quarto caso de depredação a aparelhos medidores de velocidade na cidade e o quinto caso na região. Desta vez, o alvo foi o aparelho instalado no viaduto da avenida Murchid Homsi. Ele foi derrubado na madrugada deste domingo, dia 1º.
Ainda na manhã deste domingo, a Secretaria de Trânsito, Transportes e Segurança informou que imediatamente montou um esquema para que a fiscalização de velocidade no local não fosse interrompida. Segundo a Secretaria, um aparelho de radar móvel foi instalado no local, enquanto o fixo, danificado, foi recolhido e passará por reparos.
Segundo informações da Polícia Militar, pessoas que moram próximo ao local onde o radar está instalado notaram que ele estava caído e comunicaram o fato à polícia.
Os responsáveis pelo dano ainda não foram identificados e, segundo a polícia, a suspeita é de vandalismo, uma vez que uma corda foi amarrada no topo do radar e possivelmente utilizada para puxá-lo até cair.
O caso foi apresentado na Central de Flagrantes na manhã deste domingo e registrado como dano ao patrimônio. Policiais militares ficaram no local aguardando a chegada da perícia. O caso será investigado.
O radar instalado na avenida Murchid Homsi foi campeão de multas no mês de agosto. Segundo informações divulgadas pela Secretaria de Trânsito, Transportes e Segurança, o aparelho registrou 6 mil multas no mês de agosto e, no mês anterior, a média foi de 194 multas por dia.
Outros casos
No último dia 12, um radar instalado na Avenida De Maio, próximo à rua Francisco Bassi, foi arrancado do poste e deixado no chão. A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar no local, constatou que não havia sinais de acidente de trânsito que pudesse ter provocado o estrago no radar, sugerindo, assim, mais uma ato e vandalismo contra os equipamentos na cidade. 
No dia 28 de setembro, um radar móvel foi danificado pelo garupa de uma motocicleta na avenida Comendador Vicente Filizola, marginal da rodovia Washington Luís. À época, a responsável pela operação do aparelho disse à polícia que dois homens em uma moto passaram pelo radar e o rapaz que estava na garupa, armado com um pedaço de madeira, deu uma paulada no aparelho, que caiu.
Já no dia 18 de setembro, o motorista de uma BMW parou o veículo próximo ao canteiro central da avenida Juscelino Kubitschek, onde estava instalado um radar móvel, desceu do carro e chutou o aparelho. O motorista chegou a gravar um vídeo no qual criticava a quantidade de radares instalados na cidade e dizia que "iria fazer sua parte", ao chutar um deles.
Na ocasião, a Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Segurança, informou, em nota, que "os indivíduos que forem flagrados destruindo os equipamentos serão responsabilizados criminalmente por danos ao patrimônio público. No caso da moto foi lavrado boletim de ocorrência e no caso da BMW o cidadão vai responder na justiça".
Em Catanduva, um homem jogou um radar móvel em um córrego da cidade no dia 12 de agosto. O aparelho estava instalado na avenida Benedito Zancaner, na Vila Maria Jorge. À época, a Prefeitura de Catanduva emitiu uma nota dizendo que lamentava o "ato de vandalismo e desrespeito".
Câmeras de segurança
Rio Preto tem 29 radares distribuídos em 132 pontos fixos e móveis e o secretário de Trânsito, Aparecido Capello, decidiu protegê-los usando câmeras de monitoramento. O objetivo da ação é frear a onda de fúria contra os equipamentos registrada nos últimos meses.
Em entrevista ao Diário, no mês passado, Capello reagiu indignado à investida contra os equipamentos de fiscalização eletrônica. “É coisa de meia dúzia de desocupados que não têm civismo ou respeito com o patrimônio público. E não vamos permitir isso”, afirmou.
Segundo o secretário, está em fase final o estudo para colocação de câmeras de vídeos acompanhando os radares. Assim que esse levantamento ficar pronto, será encaminhado ao prefeito Valdomiro Lopes (PSB), de quem ele já teria aval para implementar a proposta.
Colaborou Gabriel Vital - Fonte/Diário Web

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply