Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » Jogar lixo as margens de rodovia pode gerar multa
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga


               

O jornal O PROGRESSO entrou em contato com a prefeitura de Guapiaçu, que através da assessoria de imprensa, emitiu uma nota dizendo que a empresa que presta serviços à prefeitura já realizou limpeza no local em pelo menos em três ocasiões este ano, com a retirada principalmente do lixo que é jogado ali. E que novamente o despejo irregular de lixo está acontecendo. É preciso que os usuários do ramal de acesso que desova o lixo no local tenha mais respeito e deposite seus resíduos em local apropriado e não as margens da rodovia. 

Além de sujar a cidade e o entorno, quem despeja lixo ou entulho em via pública, além de demonstrar falta de educação, é também considerada uma contravenção penal prevista no artigo 54 da Lei 9.605/98 que aplica pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa. Enquanto a Prefeitura vem se esforçando para adequar o município às novas Legislações Ambientais, uma parte da comunidade, infelizmente anda na contramão. Um exemplo claro disso, é visível às margens das estradas municipais, onde lixo está sendo depositado irregularmente. 

Esta semana a reportagem do Jornal O PROGRESSO registrou vários casos de desrespeito ao meio ambiente, inclusive observou o momento em que um cidadão cometia a infração. Quando avistou a nossa equipe, o indivíduo não escapou à regra comum entre os covardes e vândalos: Fugiu!!!
Infelizmente esse problema foi registrado nas saídas da cidade e quase sempre os autores acabam impunes por falta de constatação e falta de cooperação da própria população, que não denuncia os infratores.
Às margens das estradas o que se vê são sacos e mais sacos de lixo.
 
O deplorável hábito de jogar lixo às margens de estradas e em terrenos baldios, acontece em vários locais no município, basta que alguém inicie para que em pouco tempo o volume de lixo e entulho aumente cada vez mais. Na grande maioria das vezes não são as pessoas do local que jogam, mas principalmente outros, vindos de outros locais e que tentam encontrar um “jeitinho” prático de se livrar do lixo sem ter que arcar com suas responsabilidades ambientais.
 
Além de causar péssimo aspecto, mau cheiro e atrair vetores de doenças, jogar lixo em terrenos baldios, em margens de estradas e rodovias, ou mesmo em cursos d’água é crime ambiental (lei 9.605/1998) estando sujeito à multa e/ou detenção. Jogar lixo urbano, sucatas e até galhos e entulhos às margens das rodovias pode acarretar em multa e até responsabilização criminal do autor, com enquadramento na legislação ambiental. Muitos acabam jogando animais mortos. Como resultado, a decomposição orgânica destes animais acaba indo parar Nas bacias de águas no subterrâneo, local onde o serviço de água capta a água que abastece a cidade e que a população consome.

  “É uma vergonha o que fazem aqui. As pessoas vêm, depositam o seu lixo e simplesmente ignoram o cuidado com o meio ambiente”, protesta um morador da localidade próxima as margens da rodovia.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS
Papel: 3 a 6 meses
Jornal: 6 meses
Palito de madeira: 6 meses
Ponta de cigarro: 20 meses
Nylon: mais de 30 anos
Chicletes: 5 anos
Pedaços de pano: 6 meses a 1 ano
Fralda descartável biodegradável: 1 ano 


Reportagem/Getulio Santos/ Foto/Matheus Silva

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply