Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » Coreia do Norte acusa EUA na ONU de impedir desenvolvimento
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

                                    (Arquivo) O representante da Coreia do Norte na ONU, Ja Song Nam
O representante da Coreia do Norte na ONU, Ja Song Nam, acusou, nesta terça-feira (3), os Estados Unidos de se esforçarem para impedir o desenvolvimento econômico e denunciou as sanções impostas a países pobres como uma tentativa de "destruir civilizações modernas".
O embaixador disse que a Coreia do Norte vai suportar as sanções e continuar "na estrada da construção de um poder socialista por força do espírito de autoconfiança e autodesenvolvimento".
Ele se pronunciou em um debate na Assembleia Geral sobre as metas de desenvolvimento global das Nações Unidas voltadas à erradicação da pobreza extrema até 2050, ao avanço na saúde e à promoção da educação.
"Os Estados Unidos estão aderindo a ameaças e chantagens nucleares sem precedentes, sanções e bloqueios econômicos para negar nossos direitos de existência e desenvolvimento, mas o único resultado é uma vigilância mais apurada e uma coragem maior", disse Ja.
Os Estados Unidos lideraram a iniciativa do Conselho de Segurança da ONU de impor dois recentes pacotes de sanções à Coreia do Norte, para punir Pyongyang por seus testes nucleares e balísticos.
Em agosto, o Conselho eliminou as exportações norte-coreanas de carvão e outros minérios e, no mês passado, expandiu a proibição de exportações para produtos têxteis, mão de obra norte-coreana convidada e petróleo.
Washington também implementou sanções unilaterais a empresas que fazem negócios com a Coreia do Norte.
Para atingir as metas de desenvolvimento da ONU, "deveríamos eliminar imediatamente as medidas arbitrárias dos Estados Unidos, inclusive as sanções impostas sobre países em desenvolvimento", afirmou Ja.
Essas medidas estariam "tentando destruir a civilização moderna e mergulhar o mundo na escuridão medieval", segundo ele.
De acordo com dados da ONU, cerca de 70% da população norte-coreana sofre com a falta de serviços básicos e escassez de alimentos - parcialmente provocada por secas, enchentes e deslizamentos de terra que destruíram a produção agrícola. Fonte/MSNNotícias

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply