Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » Manifestantes contrários à reforma da Previdência protestam na porta de jantar de Temer e aliados
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

© Manifestação de trabalhadores na frente do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, contra ...

BRASÍLIA - Um grupo de manifestantes contrários à reforma da Previdência se reúne, neste domingo, na entrada da Península dos ministros, em Brasília, onde fica a residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). É aqui que acontece um jantar com a presença de líderes, presidentes de partidos da base e do presidente Michel Temer para discutir estratégias para aprovar a proposta ainda este ano.
Os manifestantes entoam gritos de “Fora, Temer” e seguram cartazes com recados aos deputados que vão concorrer à reeleição em 2018, dizendo que, “se votar a reforma da Previdência não volta”. Os manifestantes são da Federação de Sindicatos dos Trabalhadores em Universidades Brasileiras (Fasubra).
LEIA MAIS: Governo avalia que pode conseguir até 350 votos para aprovar reforma da Previdência
CONFIRA: Reforma da Previdência reduzirá renda de aposentados em até 30%
VEJA TAMBÉM: Temer diz que fará todo o esforço para aprovar reforma da Previdência
O governo precisa de ao menos 308 votos para aprovar a reforma da Previdência na Câmara, votação que ocorre em dois turnos. Se conseguir mobilizar a base, o Palácio do Planalto trabalha com as datas de 13 e 20 de dezembro para liquidar a questão na Casa.
Além de Previdência, as alianças para as eleições de 2018 também devem entrar no cardápio do jantar deste domingo.
Entre os presidentes de partidos, participa do jantar o presidente interino do PSDB, Alberto Goldman. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deve assumir o comando do partido no próximo sábado e, com isso, acelerar a saída dos ministros tucanos do governo, em especial o de Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).
Fonte/MSNNotícias

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply