Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » » A SOCIEDADE HUMANA “ESCRAVA DE SI MESMO”
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

              
             A sociedade está cada vez mais moderna aderindo práticas e atitudes que sejam” diferentes” uns dos outros. Mas essas atitudes que praticamos o tempo todo nos transformam como seres “ ignorantes” e “ sabichões da verdade”, que sistematicamente não sabemos absolutamente nada, tendo a plena convicção que “eu” preciso tornar o outro como o meu “ escravo”, me “ servir” como eu quero pisando, humilhando e rebaixando-o até o profundo abismo tornando-o preso” do seu próprio ego, destruindo-o fisicamente, espiritualmente e psicologicamente privando-o da sua própria liberdade.
 
            A “ escravidão” inicia em nós mesmos, deixando os nossos pensamentos, decisões e a crítica ser “ governada” por terceiros ou pela grande mídia nacional. Apesar de uma sociedade completamente avançada em tecnologia, globalizada não promovemos a liberdade do “ pensar”, do “ enxergar” com os olhos da realidade, mas sim com os olhos do desprezo, do egoísmo, do olhar somente a mim (preocupação consigo próprio). Todos esses sentimentos estão marcados em nosso interior como uma raiz fixa que não nos permite mudar e crescer para alcançarmos a “ liberdade” em nossa vida.
 
           Em pleno século XXI, ainda estamos “ escravos” com chicotes de medo, gemidos na grande senzala ao que gostamos ou ao expressarmos a nossa opinião. Estamos cegos dos olhos ( não queremos ou fingimos não enxergar para a realidade), cegos de nossos pensamento ( pensamos o que queremos pensar) importando somente em obter vantagens, benefícios. Essas vantagens estão ligadas à ambição que não é somente material, mas uma ambição que precisamos “ alimentar” nosso interior com orgulho, ingratidão, inveja, calúnia, desprezo, ignorância e o causador de tudo isso só tem um nome: o dinheiro, que na maioria das vezes se torna o centro da nossa vida, se tornando o nosso “ patrão” nos tornando robôs e máquinas.
 
          É preciso que nos libertemos da nossa própria ambição de querer sempre mais, a ambição em dominar o outro através do nosso egoísmo, das nossas vontades, fraquezas e misérias. Dessa forma, a liberdade acontece quando realmente construímos o nosso próprio modo de pensar, enxergar, agir e quando eu me coloco no lugar do outro; acontece quando construímos a nossa própria AUTONOMIA.
SOMOS O QUE QUEREMOS SER, PENSAMOS O QUE QUEREMOS PENSAR, VEMOS O QUE QUEREMOS VER. Essa é a frase de quem deseja continuar “ escravo “ de si mesmo. Se realmente queres ser liberto, sempre reflita:
“PRECISO SER DIFERENTE, PRECISO PENSAR DIFERENTE, PRECISO OLHAR DIFERENTE, PRECISO AGIR DIFERENTE”.

Jeferson Mazaro é professor*

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply