Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » Vândalos picham placas da AACD
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga


Imagem / Reprodução

Placas e muros da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) de Rio Preto amanheceram pichados nesta terça-feira, 16. As placas indicavam justamente o caminho para chegar até a sede da unidade, que fica na avenida da Luz, no Jardim Tarraf 2. Apesar de ser um bairro mais conhecido na cidade, é preciso pegar uma rota para chegar até o local.

Na manhã de terça, a presidente da AACD, Adriane Albuquerque Cirelli, publicou em sua página no Facebook as fotos do local e também um vídeo de "desabafo" sobre o que aconteceu.

Na rede social, ela manifestou a "frustração, tristeza e decepção com pessoas que prestam esse desserviço para a comunidade. As pessoas precisam desse lugar para se tratar, para se reabilitar; trabalhamos com deficiência física. Transformamos a deficiência física em sorrisos e o nosso caminho ficou mais difícil a partir de hoje".

A presidência da AACD não registrou boletim de ocorrência referente ao ato de vandalismo. Adriane afirmou que a primeira atitude está sendo disseminar a conscientização do ato. "Temos uma missão educativa e precisamos sensibilizar as pessoas para que elas olhem para isso".

Apesar do susto, uma boa notícia foi confirmada ainda nesta terça, a empresa BM1 entrou em contato com a AACD informando que vai arcar com os custos para que a Associação reconstrua as placas no local. "Agora vamos encaminhar e-mail com fotos das placas e muro", diz Adriane.

Ela explica que as placas no local são importantes tanto para os atendidos pela AACD quanto também para parceiros, que utilizam o local para realizar bazar beneficente com renda revertida à AACD. "As pessoas que não frequentam aqui acabam tendo problemas e se perdem. As placas estavam ali justamente para isso", finaliza.

Vandalismo tem punição

O coordenador operacional da Guarda Municipal de Rio Preto, Vitor Cornachioni, explica que, ao ser flagrada em um ato de vandalismo, a pessoa será encaminhada à Central de Flagrantes e responderá no Artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais). "(A lei) Estipula pena de detenção de três meses a um ano, e multa, para quem pichar, grafitar ou por qualquer meio conspurcar edificação ou monumento urbano", diz.

Fonte / Diário Web 

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply