Select Menu

Slider

Travel

Cute

My Place

Racing

» » » » Suspeito de enterrar cão vivo depõe, e inquérito segue para Justiça
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

                                    © Foto: Reprodução

O homem apontado como o responsável por enterrar um cachorro vivo foi ouvido nesta terça-feira (15) pela Polícia Civil de Alagoas. Com isso, o inquérito foi concluído e segue para a Justiça.
O animal, agora chamado Dogão, foi resgatado no último dia 8 de um terreno baldio em Barra de São Miguel e está internado em estado grave.
O homem, amigo do tutor, cuidava do animal e, segundo a polícia, disse ter pensado que o cão, havia morrido. Afirmou ainda que levou o cachorro até a vala com consentimento do tutor.
De acordo com a Polícia Civil, o dono do animal também disse não saber que o cachorro estava vivo. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.
Liberado após o depoimento, o homem deve responder por maus-tratos. A pena prevista é de três meses a um ano de detenção, além de multa.
Se houver condenação, o responsável não deve ficar preso. No caso de crimes de menor potencial ofensivo (penas de até 2 anos), pode não ocorrer a abertura da ação penal, e a punição normalmente é convertida em prestação de serviço.
DOGÃO
Dogão foi resgatado após moradores ouvirem seu choro, segundo o Projeto Acolher, que cuida do animal.
Ele tem porte grande, é idoso -cerca de dez anos-, não anda e seu estado de saúde é delicado.
O cachorro continua internado e, aos poucos, dá sinais de recuperação -como voltar a comer. Mas, de acordo com a ONG, a situação ainda é preocupante. Ele está com infecção urinária grave e não reage aos antibióticos, já trocados. Com informações da Folhapress.
Fonte / MSN Notícias

Publicado por Jornal OProgresso

As matérias assinadas não expressão a opinião do jornal.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Leave a Reply